Arquivo de ‘Dever de casa’ Category

29
jun

Dever de casa

   Postado por Carlos Goettenauer na data de 29 de junho de 2012, Tags: ,

Dever de casaSerá com grande surpresa que o leitor imaginário receberá a informação a seguir. Aliás, eu mesmo a recebi com quase descrença. Mas, por mais estranho e improvável que pareça, descobri que os textos do Estado Crônico são usados em salas-de-aula. Mais. São usados como apoio pedagógico. Não se trata apenas de material de recorte para colagens surrealistas do primeiro ano fundamental.

Ao que parece, os textos freqüentam a sala de aula com dignidade de obras literárias. São dissecados pelos alunos, cujo trabalho é vasculhar as entrelinhas em busca de algum sentido para os textos. Ou, quem sabe, construir com eles a compreensão de algum estilo literário perdido do passado. Nos dois casos, tenho certeza que a situação dos alunos deve ser bem difícil. Imaginem, tentar algum significado nos textos. Algo digno de perder os cabelos.

Seja lá o que for o trabalho deles, fico muitíssimo feliz com a notícia. É uma daquelas coisas que contarei para minha mãe, orgulhoso. Talvez até ganhe um “parabéns meu filho”. Enfim, diante do fato, achei conveniente facilitar a vida dos professores e, deixar, eventualmente, algumas perguntas prontas para que ajudar nos trabalhos escolares.

O gabarito, claro, não será revelado por mim. Até porque eu não sei mesmo a resposta das perguntas.

E, assim, vai a primeira questão para o dever de casa:

  • No texto No Metrô III, onde está o eu(no caso eu mesmo)-poético(no caso, crônico)?
  • No mesmo texto, como você interpreta a personagem Penélope e seu tricô?
  • O autor do texto faz três referências às cores. Quais são elas e como se relacionam?

Respostas com cartinhas à redação. Quem errar ganha dez.