27
jul

Leitores Imaginários

   Postado por: Carlos Goettenauer na data de 27 de julho de 2009, em Blog para ele mesmo, Crônicas

Antes de ver pessoas mortas, em Sexto Sentido, Haley Joel Osment enxergava um amigo imaginário em um filme chamado Bogus. Parece que a capacidade alucinógena do menino cresceu com o tempo e suas visões passaram de apenas um amiginho imaginário, coisa que toda criança tem (eu tive, pelo menos), para uma trupe de fantasmas mutilados. Acho que o mesmo caso vem se dado comigo.

Quando eu escrevi sobre a crise existencial desse blog, afirmei que ele não possuía leitores. Bom, isso era uma meia verdade, porque o blog sempre foi freqüentado pelos meus leitores imaginários. Eles, interessadíssimos, visitavam meus escritos, clicavam em links, até assinavam o feed RSS. Não me incomodava o fato de meus únicos leitores serem fruto da minha imaginação fértil. Na verdade, as palavras, que você leitor agora lê, são criadas na minha mente e, nem por isso, têm uma existência menos digna. Era até conveniente um grupo de leitores imaginários. Eles não corrigiam meus textos, não reclamavam que eu escrevo demais sobre Beatles, tampouco discutiam nos comentários e trocavam palavras ofensivas.

O problema surgiu quando apareceu um comentário. Em um primeiro momento fiquei preocupado. Teria meu blog recebido uma visita? Imaginei que isso fosse possível, por total acaso das forças da natureza, que, em seu capricho, teriam criado um campo eletromagnético e desviado para o Estado Crônico alguém que clicou em um link para baixar o último episódio de Lost. Tudo isso ocorrendo no futuro, mas com conseqüências no passado.

Imaginem só, um visitante do blog! Isso tornaria o ato de escrever muito mais assustador, porque, de repente, alguém estaria efetivamente lendo o que escrevi. Minha idéias teriam que se censuradas a partir daí. Seria como descobrir que existe uma câmera dentro do banheiro de casa… Há anos!

Lógico que esse medo durou pouco. Refleti melhor e percebi que, por óbvio, o comentário no meu blog só poderia ser fruto de minha imaginação. Por que não? Meus leitores imaginários, sabe-se lá como, passaram a postar comentários, que eu imagino ler. Tudo um grande delírio.

Fiquei mais feliz assim e passei a comemorar. Se o Marcelo Tas comemora os cem mil comentários em seu Blog, eu comemoro meu comentário único e imaginário. De todo, estou contente que meus leitores imaginários tenham dado início a era da interatividade no Estado Crônico. Feliz, mas com medo de ir à cozinha à noite.

Gostou? Leia mais:

  1. Aula para leitores estrangeiros
  2. Aos leitores reais
  3. Um blog em crise existencial
  4. Propaganda da Tucson
  5. Quase um toque

Tags: , , , ,

Este artigo foi postado em 27 de julho de 2009 às 7:46 pm e está classificado em Blog para ele mesmo, Crônicas. Você pode acompanhar os comentários ao post no feed RSS. Deixe um comentário ou trackback no seu website.

Clique em "Curtir" para deixar seu comentário no Facebook!

6 comentários até agora

Flavio S Marques
 1 

Gostei muito do seu blog…. Você é muito inteligente pra escrever…. Virei fã!

26 de junho de 2010 às 7:57 am
José Henrique D. Hermont
 2 

Somos o que fazemos, mas antes nos valemos do que fazemos para mudar o que somos !!
Bom espaço, para dialogar, parabéns!!!
“Se nossa intenção for modificar quem realmente somos, não teremos sucesso. Se nossa intenção for nos tornar quem essencialmente somos, não poderemos deixar de ser verdadeiros diante dos mais profundos anseios da nossa alma.”

Oriah Mountain Dreamer

21 de julho de 2010 às 1:47 pm
Anina
 3 

Incrivel seu blog!

29 de dezembro de 2010 às 1:13 am
Vivian
 4 

Parabéns pelo blog, seus textos são muito bons!

10 de fevereiro de 2012 às 10:50 pm
Bianatureza
 5 

É uma delícia ler seus textos!
Estive fazendo uma viagem aos mais antigos e é sempre um prazer compartilhar das suas aventuras imaginárias!

4 de março de 2012 às 5:07 pm
 6 

Parabéns pelas palavras tão bem colocadas, de forma que facilita a compreensão até mesmo daqueles que não gostam de ler. Como não gostar de ler? Quando as pessoas se derem conta de que lendo acumularão argumentos para criticar algo ou até reivindicar seus direitos . Um abraço… Continue escrevendo que eu sempe vou procurar por suas crônicas. Qual hora vc verá um texto seu no blog “sou Leitor e Conhecedor do Mundo” Será que posso colocar?

1 de junho de 2014 às 9:14 pm

2 Trackbacks/Pings

  1. Estado Crônico » Blog Archive » 5 fatos bizarros do universo Disney    1 de junho de 2010 / 10pm:

    [...] vejo por aí listas de fatos bizarros da cultura pop. Então, resolvi dividir com meus leitores imaginários algumas das questões inexplicáveis do universo Disney, que me perseguem desde a infância. E quem [...]

  2. SEU BEBÊ É FEIO | Sou Leitor e Conhecedor do Mundo    2 de julho de 2014 / 11am:

    […] só beata se confessando em leito de morte, colocar a verdade no berço. Não, minha cara leitora imaginária. Ele não é bonito. Sinto muito decepcionar, sei que a noite não foi fácil e os próximos dias […]

Deixe seu comentário!

Nome (*)
E-mail (não será publicado) (*)
Website
Comentário
Clique abaixo para enviar o comentário!